Início / Projetos / SATOB-SÃO TOMÉ
Cabines cobertas com estrutura tensionada

SATOB-SÃO TOMÉ

Isla de Santo Tomé y Príncipe, África

SATOB-SÃO TOMÉ

Trabalho:

Fabrico e fornecimento de cobertura esticada exterior e teto falso em 24 tendas

Construtor:

MOTA ENGIL

Localização:

Isla de Santo Tomé y Príncipe, África

Superficie:

Cubeirta interior: 389,16 m² / cubierta exter

Ano:

2017

Arquiteto:

Didier Lefort

Cliente:

ARBONIS SAS

Material

PES/PVC

Sistema

Estrutura elastica

Uso

Hotelaria

Descrição SATOB-SÃO TOMÉ

Este projeto realiza-se na ilha da República Democrática de São Tomé e Príncipe, no continente Africano.

Trata-se de uma ilha virgem onde se quis partilhar com o mundo a possibilidade de desfrutar da experiência de viver a natureza, numa floresta tropical e junto ao oceano, sem deixar de lado o conforto. Para o efeito, foram introduzidas as tendas de campanha que se integram perfeitamente no meio.  

As referidas tendas são executadas em madeira, e a cobertura é em tecido PVC com 2 pilares centrais para obter a forma de duplo Gaudí. Além da lona exterior esticada, as tendas têm um teto falso interior, também de lona fabricada, que cria uma câmara entre as duas para atuar como isolamento. Ambas estão unidas por uma rede mosquiteira ao longo de todo o perímetro, no espaço que existe entre elas, obtendo assim uma lona uniforme de várias camadas.

Base de dados técnicos

Para a realização deste projeto, realizaram-se as coberturas para as 24 cabanas que se quis introduzir nesta ilha.

As referidas cabanas estão divididas em 3 tipos, diferenciados pelas suas medidas. Há um grupo de 3 unidades de 16,25 x 8,75 m e outro de 12 unidades de 16,25 x 10 m. As restantes 9 cabanas têm as medidas de 11,25 x 7,5 m.

Cada uma delas é constituída por uma lona superior esticada por cabos aos pilares perimetrais e a dois dos centrais para obter a forma de duplo Gaudí. A instalação também inclui uma lona interior com a função de teto falso. Esta fixa-se ao perímetro superior da cabana de madeira, através de mosquetões presos a um cabo previamente instalado, e aos pilares centrais do mesmo modo, mas a um anel colocado entre ambos. Assim consegue-se ter outra lona esticada pelo interior. Além disso, no espaço vazio exterior que fica entre ambas as lonas, é colocada uma rede mosquiteira para uni-las, obtendo-se assim uma selagem da cobertura.

Fale com
nossos especialistas

Projetos relacionados

Mais projetos

Utilizamos cookies próprios e de terceiros para melhorar a experiência de navegação e oferecer conteúdos de interesse. Aceitar